Investigação internacional: MH17 foi abatido por “Buk” das Forças Armadas da Rússia

Створено: 24 травня 2018 Дата публікації Перегляди: 2718

116Hoje, 24 de maio de 2018, a equipa conjunta de investigação internacional (JIT), que investigou o acidente do Boeing-777 do voo MH17, apresentou os resultados preliminares da investigação. JIT anunciou que o avião de passageiros Boeing-777 de “Malaysian Airlines” que sobrevoava o território ocupado de Donbas em 17 de julho em 2014, foi derrubado pelo sistema de mísseis antiaéreos (o míssil guiado) “Buk”, pertencente às Forças Armadas da Rússia.

 

116

117

118

Os terroristas pró-russos celebram o abate do Boeing-777 do voo MH-17

“JIT tinha concluído que o sistema “Buk” que derrubou o MN17, pertence à 53ª Brigada dos Mísseis da Defesa Aérea de Kursk, parte das Forças Armadas russas”, – disse o chefe do departamento criminal da Polícia Nacional dos Países Baixos – Wilbert Paulissen.

A chefe da Polícia Federal da Austrália, Jennifer Hurst, disse que o avião foi abatido por míssil da série 9M38. Uma parte do míssil, com o seu motor № 9D1318869032, foi encontrado no território da Ucrânia em setembro de 2016.

119

120

“Na casca externa foi encontrado um número indicativo do fabricante – a empresa está localizada na região de Moscovo, o ano de produção é 1986, o número de série do míssil também está indicado”, disse ela:

Lembramos que esta versão coincide totalmente com as conclusões e pesquisas realizadas por voluntários da comunidade internacional de inteligência OSINT InformNapalm. Você pode ver todos os materiais da Informnapalm sobre este tema no link: https://informnapalm.org/?s=MH17

121

Motor № 9D1318869032

122

Motor № 9D1318869032

A comunidade voluntária internacional InformNapalm criou a maior base interativa de dados de agressão russa contra Ucrânia, Geórgia e Síria. O banco de dados de agressão russa contém mais de 1.700 investigações OSINT que são sistematizadas e estão divididas em dois grupos:

· Armas russas descobertas na Donbas;

As unidades do exército russo, que participaram da agressão contra Ucrânia, Geórgia e Síria.

123

124

Terroristas russos à dividirem os pertences das vítimas do voo MH17

A base de dados contém fatos de invasão em larga escala. Mais de 1.300 militares russos de 89 formações das Forças Armadas da Federação Russa e outras estruturas de poder russo, bem como 44 tipos de armamento e equipamentos militares russos que nunca foram fornecidos à Ucrânia e nunca poderiam se tornar troféus, sendo secretamente fornecidos às forças russo-terroristas na Donbas.

125

https://ucrania-mozambique.blogspot.pt/

 

Статистика
Перегляди статей
8220280
Лічильник

Українська рейтингова система