Apelo das Igrejas Cristãs da Ucrânia condenando a ideologia agressiva do "mundo russo"

Категорія: SOS Ukrania pt
Створено: 14 січня 2024 Дата публікації Перегляди: 1852

18Apelo das Igrejas Cristãs da Ucrânia condenando a ideologia agressiva do "mundo russo".
A guerra de agressão iniciada pela Rússia contra a Ucrânia em 2014, continuada com uma invasão em larga escala em 2022, trouxe muitos sofrimentos à terra ucraniana, resultando na morte de centenas de milhares de pessoas, incluindo mais de 520 crianças até agora, destruição de cidades e infraestrutura civil, provocando a maior crise migratória desde a Segunda Guerra Mundial e colocando toda a região à beira de uma catástrofe humanitária. A base ideológica da agressão russa contra a Ucrânia, dos crimes de guerra russos e do genocídio do povo ucraniano é a doutrina chauvinista do "mundo russo", implementada na prática sob a forma de uma ditadura chamada "russismo". Esta doutrina, efetivamente uma ideologia, nega o direito da nação ucraniana à autodeterminação, ao desenvolvimento soberano, ao seu próprio estado, língua, história, identidade cultural e liberdade religiosa, e, em última análise, à sua existência. O ditador russo, os representantes do governo russo, o Patriarcado de Moscovo e outras estruturas religiosas intimamente ligadas ao poder, e os meios de comunicação propagandísticos afirmam há muitos anos que os ucranianos como nação "não existem", e a nação ucraniana foi "criada artificialmente", espalhando narrativas semelhantes. É importante destacar que o Patriarca da Igreja Ortodoxa Russa Kirill Gundyaev e a Igreja Ortodoxa Russa têm sido e continuam a ser alguns dos principais criadores e propagandistas da ideologia do "mundo russo", que preconiza a exclusividade da "civilização russa" e a separação hostil dela em relação às outras. No entanto, tal posição – excluir ou isolar outros com base na etnia ou pertença cultural – não está de acordo com os princípios fundamentais da fé cristã. Fomentar a hostilidade e conduzir a guerra com base na ideologia do "mundo russo" viola os princípios cristãos e contradiz as normas espirituais que a Igreja deve incorporar. Esta ideologia hoje é um desafio à pregação do Evangelho no mundo moderno e mina a confiança no testemunho cristão, independentemente da confissão. Ao se esconder atrás de slogans como "defesa da língua russa", "desnazificação" e "des-satanização" da Ucrânia, as forças armadas russas e o governo de ocupação estão implementando a ideologia do "mundo russo" nas terras temporariamente ocupadas da Ucrânia, matando residentes com pontos de vista pró-ucranianos, exterminando os intelectuais, cometendo crimes em massa contra a população civil. Mísseis, drones e artilharia russos matam ucranianos diariamente e destroem monumentos históricos e culturais, especialmente os relacionados com a identidade e herança espiritual ucraniana. Até agora, mais de 600 estruturas religiosas foram destruídas ou danificadas. Os ocupantes saqueiam e destroem museus ucranianos, arquivos, teatros, bibliotecas, implementando a ideologia do "mundo russo" nas esferas religiosa, cultural, educacional, política e outras. A invasão russa na Ucrânia é uma ameaça às tradições cristãs de todas as denominações, assim como a outras tradições religiosas (judaísmo, islamismo, etc.). Ao enfatizar a "origem fraterna" dos ucranianos e russos, que compõem a "Santa Rússia", acusando o "Ocidente maligno" de ações militares e direcionando as comunidades religiosas para rezar pela vitória dos agressores e ocupantes russos, os principais líderes da Igreja Ortodoxa Russa e de várias igrejas protestantes russas demonstram não um desejo de unidade cristã e paz, mas, na prática, aprovam e encorajam a hostilidade e o ódio ao povo ucraniano e ao mundo livre. Nós, líderes das igrejas cristãs da Ucrânia: - Condenamos veementemente a ideologia do "mundo russo" e a posição do Patriarca de Moscou Kirill Gundyaev e da Igreja Ortodoxa Russa, bem como de outras organizações religiosas russas e líderes que apoiam a agressão russa contra a Ucrânia, justificam a guerra de conquista, propagam o ódio ao povo ucraniano e incitam a hostilidade interétnica e interconfessional; - Expressamos apoio à posição do Conselho de Igrejas da Ucrânia e de organizações religiosas em apelar ao Conselho Mundial de Igrejas, à Conferência das Igrejas Europeias e a outras instituições internacionais interconfessionais para considerar a questão de responsabilizar moral e de outra forma a Igreja Ortodoxa Russa e outras uniões religiosas russas que de todas as formas apoiam a agressão da Federação Russa contra a Ucrânia, fomentam hostilidade interétnica e interconfessional e, por meio da pregação da ideologia do "mundo russo", instigam ao genocídio do povo ucraniano; - Expressamos gratidão aos estados e povos que apoiam a Ucrânia em sua luta pela independência do imperialismo russo, às igrejas e fiéis em diferentes partes do mundo que de todas as maneiras ajudam o povo ucraniano e oram pela instauração de uma paz justa na Ucrânia, às organizações humanitárias internacionais que prestam assistência aos necessitados na Ucrânia e aos refugiados ucranianos, aos teólogos de várias igrejas que condenam a doutrina (ideologia) do "mundo russo" e aos círculos acadêmicos de diferentes países que definem o conceito científico de "russismo" e seus princípios ideológicos. Oramos pelo povo ucraniano, pela vitória e estabelecimento de uma paz justa, pela proteção divina de nossa terra e pela preservação da independência e liberdade da Ucrânia!
10 de janeiro, Kiev
1. Epifânio - patriarca da Igreja Ortodoxa Ucraniana, Metropolita de Kiev e de toda a Ucrânia;
2. Sviatoslav Shevchuk - patriarca da Igreja Greco-Católica Ucraniana, Arcebispo Maior de Kiev e Halych;
3. Vitaliy Krivitsky - bispo da Igreja Católica Romana em Kiev-Zhytomyr, Ucrânia;
4. Anatoliy Kozachok - bispo sênior da Igreja Ucraniana Cristã Evangélica;
5. Valeriy Antonyuk - presidente da União de Igrejas Evangélicas Batistas da Ucrânia;
6. Stanislav Nosov - presidente da Conferência da União Ucraniana da Igreja Adventista do Sétimo Dia;
7. Leonid Padun - bispo sênior da Igreja Cristã Evangélica Ucraniana;
8. Vyacheslav Horpinchuk - bispo da Igreja Luterana Ucraniana;
9. Oleksandr Zaytsev - bispo sênior da Igreja Evangélica Ucraniana;
10. Marcos Oganessian - bispo da Eparquia Ucraniana da Igreja Apostólica Armênia.
11. Sergiy Shaptala - presidente da Fraternidade de Igrejas e Missões Independentes de Cristãos Batistas na Ucrânia.

 


O seu apoio é importante, independentemente do valor que está disponível a doarimage


Центр допомоги українським біженцям «Всі тут»

45

8888814

Rádio Digital Comercial Ucrâniaradio comercial ucrania sq oficial new2312


 

ban23


Читати Українською!

Бібліотека у Португалії

R. Saco 1, 1150-311 Lisboa

85

Громадське незалежне
телебачення 
«Тризуб TV»

tryzub tv

Книга пам'яті


УГКЦ у Португалії

Розпорядок Богослужінь



Уроки португальської мови


Відеоархів Спілки:

Статистика
Перегляди статей
16510967
Лічильник

Українська рейтингова система