Carta aberta das associações ucranianos em Portugal ao Sr. Primeiro-ministro de Portugal

Надрукувати
Створено: 09 липня 2020 Дата публікації Перегляди: 603

35Carta aberta das associações ucranianos em Portugal ao Sr. Primeiro-ministro de Portugal
(copia foi enviada à Secretária de Estado para a Integração e as Migrações e Alta comissaria das migrações)

09 de julho de 2020, Lisboa
Primeiro-ministro de Portugal
Sr. António Costa

Exmo. Sr. Primeiro-Ministro de Portugal,
No dia 21 de Junho de 2020, no jornal Público, saiu um artigo do jornalista Ricardo Cabral Fernandes com o título “A Ucrânia: o campo de treino militar para extrema-direita mundial”. Neste artigo o autor compara a Ucrânia com a
organização terrorista Daesh e relaciona os ucranianos, que combatem ou ajudam os combatentes a lutar contra a agressão russa na Ucrânia, com neonazis.
Gostaríamos de chamar a Vossa atenção para o facto de que os textos semelhantes já foram publicados por vários jornais no mundo. Relacionamos isto com as novas ameaças do presidente da Rússia Putin contra a Ucrânia.
Em Novembro de 2016, o Parlamento Europeu aprovou uma resolução que apela às instituições europeias e aos 28 Estados-membros para reforçarem medidas contra a “guerra de propaganda e de desinformação” levada a cabo pela Rússia na
Europa (2016/2030 INI - EU strategic communication to counteract propaganda against it by third parties).
A nossa maior preocupação neste caso é a situação política crescente de xenofobia contra os ucranianos em Portugal. Como sabe o Sr. Primeiro-Ministro, os assuntos das comunidades imigrantes em Portugal são representados pelo Alto
Comissariado para as Migrações, que tem entre outras funções combater todas as formas de discriminação relacionadas com a cor, nacionalidade, origem étnica ou religião. No actual Conselho para as Migrações do Alto Comissariado para as Migrações em Portugal, a comunidade ucraniana está representada por oito Associações entre as quais só duas, pelo seu nome e o seu trabalho, estão directamente ligadas à Ucrânia - a Associação dos Ucranianos em Portugal e o Movimento Cristão dos Ucranianos em Portugal. As outras seis (a Associação de Apoio ao Imigrante, a Associação de Imigrantes de Gondomar, a Associação MIR, o Centro de Apoio à População Emigrante do Leste Europeu e Amigos, a Associação dos Imigrantes dos Países do Leste – Edinstvo e a Associação dos
Imigrantes do Leste – Kalina) são associações multi-culturais que pelos seus estatutos representam os interesses dos imigrantes de várias nacionalidades que residem em Portugal. Na verdade, a maioria destas seis organizações está directamente ligada à Embaixada da Federação Russa em Portugal e a instituições estatais russas como “Russkiy Mir” e “Rossotrudnichestvo”. O facto é que as referidas organizações estão oficialmente reconhecidas pelo ACM como representantes da comunidade ucraniana, o que nos preocupa ainda mais porque substitui a opinião dos russos pela a dos ucranianos.
Outra questão que muito nos preocupa é que estas organizações recebem o apoio financeiro da UE através do ACM. Nos vários encontros com o Alto Comissário e outros altos representantes do ACM e na presença da embaixadora da Ucrânia e do presidente do Congresso Mundial dos Ucranianos questionou-se quais são os projectos culturais e sociais das organizações acima indicadas que recebem o apoio financeiro? Até agora ainda não se obteve nenhuma resposta. Desconfiamos que o ACM ajuda a financiar indirectamente os eventos de propaganda russa. Um exemplo desta propaganda é um evento que há cinco anos a Associação Mir em Lisboa: “Regimento imortal” organiza e que defende a agressão russa contra a Ucrânia e onde aparecem bandeiras e símbolos das repúblicas auto-proclamadas separatistas de Donetsk e Luhansk.
Exmo. Sr. Primeiro-Ministro, agradecemos a Portugal e aos portugueses a ajuda que deram aos imigrantes ucranianos a integrarem-se na sociedade portuguesa e o apoio dado à Ucrânia na sua defesa contra agressão russa. Mas também temos todo o direito de exigir provas que mostrem que a Ucrânia é um campo de treino neonazi e de não sermos representados no ACM por outras nacionalidades em especial pelos russos que apoiam a agressão contra o nosso país de origem.

Associação dos Ucranianos em Portugal
Ця електронна адреса захищена від спам-ботів. Вам необхідно увімкнути JavaScript, щоб побачити її.

Associação dos Ucranianos do Algarve
Ця електронна адреса захищена від спам-ботів. Вам необхідно увімкнути JavaScript, щоб побачити її.

Centro educativo e cultural luso-ucraniano «Escola Tarás Shevtchenko»
Ця електронна адреса захищена від спам-ботів. Вам необхідно увімкнути JavaScript, щоб побачити її.

Associação dos Ucranianos «Pirâmide das palavras»
Ця електронна адреса захищена від спам-ботів. Вам необхідно увімкнути JavaScript, щоб побачити її.

Associação da Juventude Ucraniana em Portugal
Ця електронна адреса захищена від спам-ботів. Вам необхідно увімкнути JavaScript, щоб побачити її.

Associação dos Ucranianos em Portugal «Sobor»
Ця електронна адреса захищена від спам-ботів. Вам необхідно увімкнути JavaScript, щоб побачити її.

Associação Solidaria Anjos de Misericórdia
Ця електронна адреса захищена від спам-ботів. Вам необхідно увімкнути JavaScript, щоб побачити її.

Associação «Movimento Cristão dos Ucranianos em Portugal»
Ця електронна адреса захищена від спам-ботів. Вам необхідно увімкнути JavaScript, щоб побачити її.

Associação «Êxito das tendências»
Ця електронна адреса захищена від спам-ботів. Вам необхідно увімкнути JavaScript, щоб побачити її.