Carta ao Presidente da República Portuguesa

Надрукувати
Категорія: Євромайдан у Португалії
Створено: 13 грудня 2013 Дата публікації Перегляди: 3835

Exmo. Sr. Presidente da República Portuguesa
Sr. Prof. Dr. Aníbal António Cavaco Silva

 Sr. Presidente

Estamo-nos dirigindo a Vossa Exa, não só em nome dos 45.000 membros da comunidade ucraniana que se tornou uma parte integrante da sociedade portuguesa, mas porque face ao ocorrido no nosso pais natal, também julgamos ter o direito moral, de entrar em contato com você em nome de 46 milhões de pessoas da Ucrânia

Conforme é sabido, o Presidente Yanukovych e o Governo liderado pelo primeiro-ministro Azarov foi até ao limite dos seus poderes, que lhe são conferidos pela Constituição da Ucrânia e, em vez de procurar o compromisso social, para superar a crise política na Ucrânia, e tentar um diálogo com o povo ucraniano, deu ordens para se executar uma repressão brutal sobre manifestações pacíficas.

Nossos irmãos e irmãs na Ucrânia, apesar do frio e a ameaça constante de dispersão forçada contra os estudantes, como a que foi implementada na noite de 30 de novembro último, ou a 2 de dezembro, onde os representantes das forças de segurança empunharam cassetetes até mesmo contra jornalistas estrangeiros, organizaram-se em manifestações pacíficas que tentavam defender a democracia na Ucrânia, a sua dignidade e liberdade.

Vimos então rogar-lhe, Sr. Presidente da República, nos termos e plenos poderes em que a Constituição da República lhe confere, e em especial, na qualidade de Comandante Supremo das Forças Armadas, que exorte não só à proteção dos valores democráticos num país europeu como a Ucrânia, mas também ao mundo, e em particular, roga-se que interpele, o seu homónimo ucraniano, Presidente Yanukovych, para parar o confronto e cargas violentas contra pessoas indefesas, aconselhando-o a encontrar soluções para o conflito social na Ucrânia.

Em nome dos membros de vários comícios em Portugal para apoiar a democracia na Ucrânia de Lisboa, Porto e Faro,
Associação Ucraniana em Portugal
Presidente – Pavlo Sadokha

{module mod_knopka_comments}